Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

Seminário em Minas Gerais aborda relação entre modelos econômicos, trabalho e saúde

Arte: Evilyn Cristhina da Silva

Evento é fruto de parceria entre instituições: Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG, Instituto Federal de Minas Gerais – IFMG (Campus Ouro Preto), Universidade Federal de Itajubá – Unifei (Campus Itabira), Fundacentro/MG e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais - Crea/MG

Por ACS/ Cristiane Reimberg em 01/03/2019

O Seminário Modelos Econômicos, Trabalho e Saúde ocorre nos dias 11 e 12 de abril na Escola de Engenharia da UFMG, em Belo Horizonte/MG. A Fundacentro/MG faz parte da Comissão Organizadora, por meio do engenheiro Eugênio Diniz, que é tecnologista na instituição.

Um dos objetivos do evento é “aprofundar a compreensão das relações entre modelos econômicos e saúde, explorando suas mediações e limites de transformação”. Também se pretende debater as “possibilidades de transformação das situações de trabalho, com base na economia da funcionalidade e da cooperação”.

A ação faz parte das Jornadas do Centro de Estudos e Práticas em Saúde e Segurança do Trabalhador – Ceprasst. A abertura contará com a participação do chefe da Fundacentro/MG, Érico Torres. No primeiro dia, haverá as mesas: Demandas Sociais em SST; Relações Econômicas, Trabalho e Saúde no Setor Elétrico; e Relações Econômicas, Trabalho e Saúde no Setor de Mineração. Essa última terá coordenação de Diniz.

O segundo dia do Seminário terá a participação de pesquisadores franceses. François Hubault, da Université Paris I, participará da discussão “O que pode a ergonomia quando o modelo econômico não muda?”, na mesa Relações Econômicas, Trabalho e Saúde na Agroindústria. Já Christian du Tertre, da Université Paris VII, abordará “A perspectiva da EFC [Economia da Funcionalidade e da Cooperação]: por um modelo servicial da performance integrando economia, atividade e afetos”, na discussão do período da tarde – Modelos Econômicos, Trabalho e Saúde.

O evento será encerrado com o debate “Dispositivos sociais de intervenção para responder às demandas em SST: o que fazer?”, com a participação de parte da Comissão Coordenadora do evento: Francisco Lima, professor da Escola de Engenharia da UFMG; o tecnologista da Fundacentro/MG, Eugênio Diniz; e Renata Bastos, professora do IFMG - Campus Ouro Preto.

As informações sobre procedimentos de inscrição e taxas estarão disponíveis no site da Fundação Christiano Ottoni a partir de 15 de março. O evento será realizado no Auditório da Escola de Engenharia – UFMG, localizado na Avenida Antônio Carlos, 6627, Campus Pampulha, Belo Horizonte/MG.

Confira a programação completa.

Compartilhar:

Recomendar Notícia

Recomendar Notícia

É obrigatório o preenchimento dos campos com *

Dados remetente

Dados destinatario

Máximo de 1500 caracteres. Quantidade de caracteres digitados:

Confirmação dos dados - Recomendar essa Notícia

Dados confirmação
Recomendar para outro destinatário

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.