Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

Agrotóxico: Fundacentro de Santa Catarina participa do projeto da UFSC

Agrotóxico: Fundacentro de Santa Catarina participa do projeto da UFSC

Pesquisa avalia uso de agrotóxicos e a saúde dos agricultores

Por ACS/ Débora Maria Santos em 21/09/2018

Este ano, a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) iniciou uma pesquisa com os agricultores catarinenses do município de Santo Amaro da Imperatriz para avaliar a saúde desses trabalhadores, principalmente sobre o impacto do uso de agrotóxicos.

Diante disso, a Fundacentro de Santa Catarina, representada pelos pesquisadores Valéria Ramos Soares Pinto e Gustavo dos Santos Henschel, também participa da pesquisa com análise da percepção do trabalhador sobre os riscos dos agrotóxicos e na aplicação de questionários. De acordo com a pesquisadora Valéria Pinto, dependendo do resultado serão realizadas ações educativas que visam orientar os trabalhadores e trabalhadoras sobre a importância da saúde e segurança no trabalho.

A pesquisadora informa que o estudo teve início em 2016, na cidade de Antônio Carlos, município brasileiro na região metropolitana de Florianópolis – SC.. “A Fundacentro acompanha a aplicação dos questionários e terá acesso aos resultados, visando, assim, traçar estratégias de ações educativas junto aos agricultores. Há no questionário duas questões sobre a percepção de riscos e, de acordo com o resultado, pretende-se realizar uma palestra que poderá abordar os riscos e cuidados quanto ao uso de agrotóxicos”, comenta Valéria. Completa que o tema correto, a programação e a data do evento ainda serão discutidos.

A preocupação com o uso dos agrotóxicos e intoxicações que possam comprometer a saúde dos trabalhadores, do consumidor e do meio ambiente, fez com que a professora da UFSC, Claudia Regina dos Santos, iniciasse um projeto de pesquisa com agricultores catarinenses.

Além disso, está para aprovação a Lei nº 6.299, de 2002, o qual traz mudanças pontuais comparado com a vigente e que colocam, segundo a pesquisadora da Fundacentro de Santa Catarina, para os especialistas, uma apreensão sobre quem autorizará a liberação, como será o critério de avaliação dos novos agrotóxicos e sua definição.

Segundo estudos, o Brasil está entre os países que mais consomem agrotóxicos. De acordo com dados da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), o uso de substâncias químicas nocivas, matam por ano cerca de 193 mil pessoas no mundo. Nesse sentido, algumas instituições não aprovam o projeto de Lei dos Agrotóxicos.

Compartilhar:

Recomendar Notícia

Recomendar Notícia

É obrigatório o preenchimento dos campos com *

Dados remetente

Dados destinatario

Máximo de 1500 caracteres. Quantidade de caracteres digitados:

Confirmação dos dados - Recomendar essa Notícia

Dados confirmação
Recomendar para outro destinatário

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.