Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

IV Ciclo de Palestras em Santos tem como foco a ergonomia

Auditório do Sindicato dos Bancários de Santos e Região

Análise Coletiva do Trabalho e readequação dos postos de trabalho foram destaque

Por ACS/ Alexandra Rinaldi em 09/08/2017

O IV Ciclo de Palestras, evento realizado e coordenado pela Fundacentro de Santos, apresentou no dia 4 de agosto, tema voltado para a ergonomia.

A sessão solene de abertura contou com a participação do chefe do Escritório de Representação da Baixada Santista, Francisco Flavio de Lima Santos; Josué Amador, responsável pelas ações técnicas da Fundacentro; Carlos Alberto Platini, representante do Conselho Sindical da Baixada Santista e Sirandi da Silva Santos, Secretária de Segurança e Saúde do Trabalhador do Sindicato dos Bancários de Santos e Região.

Durante o pronunciamento, Flavio Lima, chefe da Fundacentro reforçou a importância da realização do IV Ciclo de Palestras como um evento gratificante e de suma importância para o alcance dos objetivos.

“Para nós da Fundacentro, o evento que está sendo realizado tem um sentido muito importante, pois foi na sede do Sindicato dos Bancários onde foram construídas duas grandes atividades: o ciclo de palestras e o Observatório de Cipa”, destacou Josué.

Realizado no auditório do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, a palestra contou com a apresentação dos pesquisadores da Fundacentro de SP, Sandra Donatelli e Ricardo Serrano.

Donatelli é doutoranda na área de concentração saúde ambiental/saúde do trabalhador e falou sobre os temas “Ergonomia, Análise Coletiva do Trabalho e Análise de Acidentes do Trabalho”.

Em sua apresentação, a pesquisadora destacou como a ergonomia pode contribuir para a prevenção dos acidentes no ambiente de trabalho, explanou sobre o conceito de ergonomia, conhecimento do trabalho, abordagem sistêmica e os princípios que norteiam a ação ergonômica.

Para ela, só é possível prevenir os acidentes no ambiente de trabalho conhecendo o próprio trabalho, suas variabilidades e a dos trabalhadores e não somente se ater às normas regulamentadoras. “Na visão tradicional, os trabalhadores são vistos como meio de trabalho, mas é o trabalho que tem que ser adaptado a nós”, enfatizou.

Além disso, a pesquisadora complementa observando que a prevenção é importante, pois é nela que são identificadas as fragilidades do sistema, a reconstituição da situação que levou ao acidente e o mais importante, que seja feita uma investigação isenta de preconceitos, pois, segundo Donatelli, “geralmente o culpado está bem distante” do fato ocorrido.

Ainda de acordo com Sandra, a ergonomia tem a proposta democrática de envolver o trabalhador. “A ergonomia quer transformar o trabalho para gerar melhores condições de trabalho”, finalizou.

Após a apresentação de Donatelli teve inicio a palestra do designer e ergonomista da Fundacentro, Ricardo Serrano sobre “Designer Ergonômico do Trabalho”.

Serrano destacou que o maior motivo de afastamento do trabalho são as dores lombares. Dados da Previdência Social de 2016 registraram que a cada 5 minutos, 1 atestado médico é assinado, 279 trabalhadores entram em licença médica e que houve um aumento de 70% nas cirurgias de coluna.

O designer, responsável por conduzir estudos sobre condições ergonômicas, observou que grande parte destes afastamentos se dá em razão da inadequação dos postos de trabalho e sedentarismo.

Serrano apresentou o estudo da Fundacentro sobre o descasque da mandioca, onde, após a intervenção da ergonomia e a validação do trabalhador, houve redução no número de afastamentos. Apresentou o trabalho das costureiras e as adequações de mesas, sobretampos e leds que contribuíram para a redução das afecções dos trabalhadores do setor têxtil.

O ergonomista está atualmente conduzindo estudos na cidade de Ibitinga, voltados para a remodelação da estação de trabalho de lençóis, cobertores e edredons, por serem pesados e de difícil manuseio no processo de costura.

Após o encerramento das palestras e debate foi realizado sorteio do livro “O Acidente e a Organização" de autoria de Michel Llory e René Montmayeul. A obra tem em seu Editorial, a participação de José Marçal Jackson Filho da Fundacentro.

Compartilhar:

Recomendar Notícia

Recomendar Notícia

É obrigatório o preenchimento dos campos com *

Dados remetente

Dados destinatario

Máximo de 1500 caracteres. Quantidade de caracteres digitados:

Confirmação dos dados - Recomendar essa Notícia

Dados confirmação
Recomendar para outro destinatário

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.