Carregando... Carregando...
 
Busca Simples

Qualidade de Vida de Pacientes com Afecções Musculoesqueléticas Relacionadas ao Trabalho Atendidos no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador do Município de Guarulhos

Download

Arquivo: PDF

info
dissert.ElaineA.-quali.vidapacientes_20140325103212.pdf

Tamanho: 788,40 KB

Dissertações

Autor:

Unidade:

Assunto:

Qualidade de Vida; Transtornos Traumáticos Cumulativos

Área de Concentração:

Ano:

Resumo:

As afecções musculoesqueléticas relacionadas ao trabalho (AMERT), apesar de terem sido descritas desde o século XVII, são consideradas, ainda hoje, um grande desafio para o campo da Saúde do Trabalhador no que se refere ao tratamento e à prevenção. Suas repercussões na qualidade de vida dos trabalhadores acometidos, em função das limitações impostas e dos diversos problemas que passam a enfrentar em sua vida social, familiar e profissional, têm sido objeto de várias pesquisas. Nesta pesquisa, objetiva-se descrever a qualidade de vida dos trabalhadores com afecções musculoesqueléticas relacionadas ao trabalho atendidos no Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) do município de Guarulhos e verificar se determinados fatores sociodemográficos, ocupacionais e relacionados ao quadro clínico interferem na qualidade de vida desses pacientes. Trata-se de um estudo descritivo, com abordagem quantitativa e delineamento transversal por meio da aplicação de um instrumento genérico de avaliação da qualidade de vida, o WHOQOL-Breve, além de um roteiro de entrevista estruturado. Utilizou-se o Teste t de Student para as comparações entre as variáveis independentes com duas categorias e as diferenças nas médias dos escores para os domínios do WHOQOL-Breve entre a amostra desta pesquisa e a população saudável. Para comparar as variáveis independentes com três categorias, utilizou-se o teste ANOVA one way seguido do teste de comparações múltiplas de Tukey. Para todos os testes, adotou-se significância estatística para α = 0,05. Participaram da pesquisa 192 pacientes, matriculados no Cerest de Guarulhos no período de janeiro de 2011 a março de 2013. Destes, 40,1% estavam no subgrupo de pacientes com LER/DORT (subgrupo 1), 26% apresentavam somente lombalgia (subgrupo 2) e 33,9% (subgrupo 3) correspondiam a pacientes com ambos diagnósticos (LER/DORT e lombalgia). A comparação da qualidade de vida entre a amostra de pacientes com AMERT e a população saudável mostrou diferença estatística significante para todos os domínios do WHOQOL-Breve, com escores médios inferiores para os pacientes com AMERT. Entre os três subgrupos por diagnóstico, as menores pontuações foram encontradas em pacientes com LER/DORT e lombalgia, com diferença estatística significante para o primeiro subgrupo (LER/DORT) nos domínios físico, psicológico, ambiental e na qualidade de vida geral. Em relação às outras variáveis analisadas (idade, gênero, escolaridade, situação ocupacional, renda mensal e comorbidades associadas), encontraram-se diferenças estatísticas significantes somente para as variáveis escolaridade – em que o grupo com menor escolaridade apresentou média inferior na qualidade de vida geral em relação ao grupo com maior escolaridade – e situação ocupacional – em que as médias apresentadas pelos pacientes que estavam afastados do trabalho foram inferiores no domínio físico e na qualidade de vida geral, comparando-se com os que estavam trabalhando. Concluiu-se que as AMERT causam um impacto negativo na QV dos trabalhadores adoecidos e que esta medida possui grande utilidade clínica e representa um importante indicador adicionado às avaliações globais dos pacientes com AMERT, auxiliando os profissionais envolvidos na reabilitação dos trabalhadores adoecidos a direcionar seus esforços na adoção de estratégias que priorizem as dimensões mais afetadas pela doença e contribuindo para a implementação de políticas públicas e ações voltadas para o tratamento e a prevenção desse grupo de agravos.

FUNDACENTRO - Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho.
Sede: Rua Capote Valente, Nº 710 - CEP: 05409-002 - SÃO PAULO-SP - BRASIL - CAIXA POSTAL: 11.484 / CEP: 05422-970
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução total ou parcial sem a permissão da Instituição.